22 de dez de 2011

Rockstar - Capítulo LIX


Mick avisou que o dia seguinte seria desfrutado na praia da ilha particular que fazia parte da propriedade, então todos estavam convocados para tomar café da manhã às 10 e embarcar na lancha que partiria para a ilha às 11.

- Vem, querida. - disse Mick na praia puxando Clara pela mão. - A caverna é linda... você vai adorar...

- Espera, aqui tem muitas pedras... estou descalça...

- Vem aqui, princesa... - Em um gesto rápido, Mick pegou-a no colo e levou-a até a pedra mais próxima do mar, onde um buraco cheio de água, perfeitamente redondo de pouco mais de um metro de diâmetro era a entrada por onde deveriam passar para alcançarem a caverna.

Sem qualquer cerimônia, Mick tirou todas as roupas e mergulhou e ela o imitou. Os dois nadaram sob as águas em um longo túnel, cada vez mais escuro, até uma abertura de onde vinha alguma claridade e por onde os dois subiram.

Um exercício duro, mas a visão que esperava por eles valia a pena; um grande salão, com paredes recobertas de cristais transparentes se erguia ao seu redor.

- Nossa, Mick... - disse Clara aproximando-se de uma das paredes para tocá-la. - Isso é lindo...

- Você ainda não viu nada, querida. Olha lá em cima...

Clara olhou e viu uma pequena janela redonda por onde a luz do dia entrava.

- Espera um pouco, quando a hora exata chegar, um pequeno raio de sol entrará por aquela abertura e...

Uma coluna de luz do sol formou-se e quando ela atingiu um grande cristal no chão, espalhou a luz pelas paredes da caverna que agora brilhavam iluminadas como um imenso diamante.

- Mick! Isso é maravilhoso. - disse Clara. - Precisamos chamar todo mundo para ver isto... O Jack vai adorar...

- O Jack foi embora, Clara. - disse Mick pegando-a pela mão. - Ele não quer te ver nunca mais...

- Não!

- Vem aqui, querida... - disse Mick beijando-a. - Estamos em paz agora...

Clara sentou-se na cama com falta de ar. Procurou a bombinha que usava para asma e não a encontrou.

- Querida, está tudo bem? - disse Jack acordando com a movimentação dela.

Clara não respondeu para ele, era importante concentrar-se em manter o fôlego até encontrar o remédio. Encontrou sua bolsa em uma cadeira próxima da janela, usou o remédio e pode finalmente tranquilizá-lo.

- Está tudo bem meu amor, foi só uma crise de asma... - sorriu. - Dorme querido, desculpa ter te acordado...

- Querida, você está bem? - disse Jack sentando-se na cama. - Precisa de mais algum remédio... deveriamos ter trazido aquela injeção, ficou na geladeira, em Hethcliff Hall... chamamos uma ambulância? O Mick tem um helicóptero...

- Calma amor, já estou bem... - sorriu Clara e voltou para a cama. - Vem aqui, que vou te fazer adormecer novamente...

Clara deitou-o em seu ombro e passou a acariciar seus cabelos até ele pegar no sono. Naquela manhã, ela não conseguiria dormir novamente. Repassava dentro de sua cabeça aquele sonho estranho com Jagger e mais ainda, a conclusão que a deixara muito nervosa.

- Como assim, Jack me abandonou? Aquilo não podia acontecer, nunca! - pensava ela ainda tremendo.

Continua

Nenhum comentário: